quarta-feira, 15 de outubro de 2008

"Palavras mudas"


Se a Vida me pudesse falar
Me diria, com carinho:
Continua a caminhar
Tu não estás aqui sózinho

Falar,mas oralmente
Porque falar,ela já faz
Diz-me carinhosamente
O que eu der,é o que me traz

Quer que eu levante a cabeça
Mesmo quando estou a chorar
Quer que eu tenha a certeza
Que a minha Luz sabe brilhar

Ora, aí está mais uma vez
mas também é o que sinto
Se eu semear,dois ou três
Eu vou colher,quatro ou cinco.

ANAP.

2 comentários:

Sadmann disse...

Oi ANA, obrigado!!
sou meio "verde" com as palavras, mas por hora são mais desabafos...
na maior parte pensamentos desordenados...mas o tempo ordena heheh

grande abraço !!

joesio disse...

São palavras (que não são SOLTAS nem MUDAS) levam-me ao êxtase, remetem-me ao grande Pessoa, fascinam-me...
Continue escrevendo-as.

os meus poemas

  • "Esperança"
  • "Aceitar"
  • "Sensibilidade"
  • "Chegar ao...zero"
  • "Cegos,surdos e mudos"
  • "Pedido"
  • "Uma pessoa"
  • "Querer"
  • "Arco irís"
  • "Obrigado"
  • "Palavras Mudas"
  • "Poeta"
  • "Erros"
  • "O melhor do Mundo"
  • "Tempo"
  • "Alma"
  • "Pensamento de luz"
  • "Velho"
  • "Perfeita harmonia"
  • "Mariposa"
  • "Minha estrela"
  • "Perdão"
  • "Momentos especiais"
  • "É hora"
  • "Certeza"
  • "Viagens"
  • "Tela"
  • . ..PRÊMIO 'MELHORES LIVROS DE POESIAS 2012'.No dia 14 de setembro de 2012, em cerimônia realizada no Palácio de Cristal, na belíssima cidade de Petrópoli...
    Há 4 anos